Grande Noite do Fado Académico do ISEP

Em 1998, com a apresentação do primeiro CD (Adeus Saudade) o Grupo de Fados decidiu organizar um evento para reunir Grupos de Fado de estudantes de diferentes gerações e academias.

Pretendíamos homenagear, ver, ouvir e abraçar “Eternos Estudantes” que, através do Fado e da guitarra , mantinham viva a chama e enchiam a Alma da Academia Portuguesa (no Porto, em Coimbra, em Lisboa…).

A Associação de Estudantes aceitou o desafio, os restantes grupos do ISEP apoiaram, um antigo estudante de Coimbra (Dr. Pimentel) convidou grupos de Fado de antigos estudantes de Coimbra e , em 1999,  nasceu a Grande Noite de Fado Académico do ISEP (GNFA).

Até à 10ª edição a GNFA evocou e homenageou diversas personalidades e contou com a actuação de Grupos de Fado de actuais e antigos estudantes do Porto, de Coimbra, de Lisboa, de Braga, de Aveiro…

Na 10ª e até à 19ª edição para além das actuações e da apresentação de temas originais,  criamos e promovemos um acervo de conteúdos relativos ao homenageado (vídeos, exposições biográficas) que incluiu itinerância ao longo do ano e a edição/apresentação de tertúlias, livros e discos a que chamamos “Semana do Homenageado”. Daqui nasceram também cinco edições de “Fado Silêncio Fado” (Sessões de Fado para surdos)

Ao longo de 19 edições fomos honrados pela presença desses “Eternos Estudantes” e por uma Academia viva com memória e com raízes fundas no ideal da “Capa Negra , Rosa Negra, Bandeira de Liberdade”

Aberta ao público e à cidade a GNFA continua a ser uma noite de expressão académica através do canto e da guitarra portuguesa.

Filipe Pinheiro (Mestre) – 11/2019